Visto Japonês: passo a passo, custo, tempo, documentos!

Para tirar visto japonês, o processo é mais fácil do que imagina e não inclui entrevistas!

O passo a passo é simples: é só preencher todos os formulários necessários, organizar a documentação exigida certinho e entregar no consulado de sua preferência ou na Embaixada do Japão no Brasil.

Porém, existem algumas peculiaridades nesse visto que geram dúvidas no processo e que podem fazer com que o seu visto seja negado, se você não estiver bem informado.

Para te ajudar a tirar o seu visto com sucesso e sem problemas, preparamos este artigo especial explicando melhor passo a passo do que você precisa fazer e esclarecendo as principais dúvidas que costumam gerar confusão na cabeça dos viajantes.

Não tenha dúvidas de que já está no caminho certo, pois está fazendo o grande segredo: pesquisar e ir atrás de orientação adequada e profissional. Vem com a gente!

*Este artigo é focado na emissão do visto japonês de Curta Permanência, com especificações para quem vai a passeio, fazer um intercâmbio ou visitar parentes no Japão. Se você vai ao país para outros fins, consulte a orientação para o seu tipo de visto diretamente no conosco no formulário ao lado.

_______________________________________________________________

#Curiosidade: você pode tirar o seu visto para o Japão sem pagar nada!

Quem viaja para as províncias de Miyagi, Fukushima, Iwate ou Okinawa tem direito à isenção do pagamento da taxa de visto para o Japão. Essa é uma medida do governo japonês para incentivar o turismo nesses lugares, que possuem uma das paisagens mais lindas do país! Então, fica a dica: considere incluir essas cidades no seu roteiro se quiser economizar mais na sua viagem.

_______________________________________________________________

É fundamental entender as particularidades do visto japonês antes de qualquer coisa

Um detalhe que muitos não sabem (ou não dão a devida atenção) é que o visto para o Japão tem validade de entrada de apenas 90 dias (3 meses), sendo que a validade total é de 3 anos. Ou seja: a partir do momento que tirar o seu visto, você tem até 90 dias para entrar e sair do Japão.

Isso acaba fazendo com que os viajantes precisem ter um cuidado maior na hora de planejar a viagem. As datas de ida e volta, inclusive, são especificadas no visto.

Recomendamos, por exemplo, que você inicie o seu processo de solicitação de visto com aproximadamente um mês antes da data da sua viagem, para não correr o risco do seu visto vencer enquanto estiver lá.

Um outro ponto que costuma causar confusão são os tipos de visto para o Japão. Você deve escolher o seu de acordo com o número de entradas que vai fazer no país.

Como assim? Por exemplo, se você for visitar outros países na Ásia, em um roteiro que começa no Japão, passa por outro lugar e volta pro Japão novamente, serão consideradas que você vai fazer duas entradas no país e, por isso, precisa solicitar um tipo de visto específico.

Estes são os tipos de visto japonês ofertados que você pode escolher:

  • Visto de uma entrada: se na sua viagem você planeja entrar no Japão apenas 1 vez;
  • Visto de dupla entrada: se na sua viagem você planeja entrar no Japão por até 2 vezes;
  • Visto de múltiplas entradas: se na sua viagem você planeja entrar no Japão por 3 vezes ou mais.

Mas, fique tranquilo, que o visto para o Japão também possui especificidades que te deixam mais despreocupado. Por exemplo, no processo, primeiro a documentação exigida é analisada e somente se tudo estiver certinho é que você inicia a sua solicitação e paga a taxa do visto.

Ou seja: se porventura você se enganar nos documentos e cometer alguns erros, eles não vão dar início à sua solicitação e você não perde dinheiro se o visto for negado.

Agora que você já está melhor informado, está mais pronto para iniciar o processo e tirar o seu visto para o Japão. Saiba como abaixo.

Como tirar visto japonês? Passo a passo para não ter problemas

1º Documentos necessários para visto japonês

  • Formulário de solicitação impresso (vamos explicar melhor no próximo passo);
  • Documento de identidade (Carteira de Identidade - RG ou Carteira Nacional de Habilitação - CNH);
  • Passaporte válido (com validade de, no mínimo, 6 meses e, de preferência, com uma folha em branco para anexar o visto);
  • Foto 3x4 ou 4,5x4,5 (tirada recentemente, no máximo há 6 meses, em fundo branco e sem data. Partes da cabeça e do rosto não podem estar cobertas, a não ser por motivos religiosos);
  • Comprovante de reserva de passagem de ida e volta do Japão (se for ir para outro país depois do Japão também é necessário o comprovante da passagem para o local);
  • Comprovante de renda, extratos bancários dos últimos 3 meses e declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física completa, inclusive o recibo de entrega (o que eles vão analisar aqui é se você tem ou não fundos suficientes para bancar a sua viagem);

Documentos específicos de acordo com a finalidade da viagem:

- para quem vai a turismo, é preciso apresentar também o Cronograma de Viagem, com informações como as cidades que pretende visitar em cada data e os contatos dos hotéis onde irá ficar hospedado. Você pode conferir o modelo aqui;

- para estudantes ou turistas que forem fazer intercâmbio, é necessário o Certificado de Elegibilidade, que deve ser solicitado para a Instituição de Ensino no Japão;

- para quem vai visitar um parente no Japão que vai arcar com despesas da viagem, são exigidos documentos como Carta de Garantia e Carta Explicativa do Convite, com modelos disponíveis aqui e aqui.

Muitos dos documentos podem ser apresentados apenas com uma cópia simples, como o documento de identidade. Já outros precisam da cópia autenticada em cartório.

Recomendamos que não leve cópias em frente e verso, pois serão recusadas.

Mais detalhes sobre a documentação que tem que apresentar, consulte aqui no próprio site da Embaixada do Japão no Brasil.

2º Preencha o formulário de solicitação

Você pode preencher o formulário tanto digitado quando por escrito, desde que leve impresso no dia da solicitação presencial.

O documento oficial para solicitar o visto para entrar no Japão está disponível neste link.


Formulário de visto japonês


O formulário é bem simples de ser preenchido. 

Você só precisará incluir a sua foto 3x4 ou 4,5x4,5 e responder a questões pessoais e de identificação (como nome completo, data e local de nascimento, sexo, estado civil, dados do documento de identidade e do passaporte, profissão, endereço, entre outras), informações sobre a viagem (como objetivo, duração, datas e estadia) e perguntas mais específicas, como deportações e histórico criminal.

No final, basta colocar a data e assinar o documento (é importante que assine o mais próximo possível de como está no passaporte).

Outras dicas são com relação a campos específicos. 

Na estadia, se você for ficar em mais de um hotel, por exemplo, preencha apenas os dados do primeiro onde irá se hospedar. 

Além disso, o endereço residencial que pedem é o seu aqui no Brasil (muitos confundem e acabam errando, por mais simples que pareça).

3º Dê início ao processo de solicitação do seu visto japonês presencialmente em um consulado ou na Embaixada do Japão no Brasil 

Aqui, não tem segredo: basta reunir toda a documentação exigida, o formulário de solicitação respondido impresso e ir para o Consulado Geral do Japão mais viável para você ou na embaixada do país no Brasil para dar entrada ao processo.

Não precisa agendar data nem hora, é só comparecer ao local quando preferir. O atendimento é feito por ordem de chegada e com distribuição de senhas.

Primeiro, é feita a análise da documentação para avaliar se está tudo certinho e só depois você faz o pagamento da taxa, como falamos no início do texto.

O pagamento só pode ser feito em dinheiro, no guichê do Setor de Visto.

Informações úteis e dicas para o momento da solicitação presencial do visto em um consulado ou na Embaixada do Japão no Brasil

Segunda, quarta e sexta são os dias que costumam ser mais tranquilos para fazer a solicitação, pois terças e quintas costumam ser dias mais cheios por conta do atendimento às agências de viagem e/ou visto.

Recomendamos que vá o mais cedo possível, para evitar congestionamentos e esperas longas. Além disso, se faltar alguma documentação, você ainda consegue ir atrás e arrumar antes do consulado ou da embaixada fecharem.

É indicado que o requerente do visto compareça presencialmente na hora da solicitação. Porém, se não for possível, o processo pode ser feito apenas por familiares de primeiro grau (pais, irmãos ou cônjuges), com documentação que confirme o parentesco. 

A solicitação também pode ser feita por agências cadastradas.

Se você mora em uma cidade ou estado que não tem uma unidade do Consulado ou fique muito longe da Embaixada do Japão no Brasil, uma opção é entrar em contato conosto para te auxiliarmos no processo de visto. 

Nele, você consegue enviar a documentação e dar início à solicitação via Correios, além do processo ser relativamente mais rápido, já que é um local focado na solicitação de visto. 

Mas, nesse caso, é preciso arcar com uma taxa adicional de serviço (veja mais a frente).

Caso precise ou decida por viajar para outro estado que tenha uma unidade do Consulado ou para a região da embaixada, recomendamos que se programe para ficar no mínimo 3 dias, por conta do tempo que leva para sair o visto (explicamos também mais a frente).

Cada unidade dos consulados espalhados pelo Brasil atendem a estados e regiões específicas

- Escritório do Consulado do Japão em São Paulo (atende residentes dos estados Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo e parte do Triângulo Mineiro);

- Embaixada do Japão no Brasil em Brasília (atende residentes do Distrito Federal e dos estados Goiás e Tocantins);

- Escritório do Consulado do Japão no Rio de Janeiro (atende residentes dos estados Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro);

- Escritório do Consulado do Japão em Recife (atende residentes dos estados Alagoas, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe);

- Escritório do Consulado do Japão em Belém (atende residentes dos estados Amapá, Maranhão, Pará e Piauí);

- Escritório do Consulado do Japão em Manaus (atende residentes dos estados Acre, Amazonas, Rondônia e Roraima);

- Escritório do Consulado do Japão em Curitiba (atende residentes dos estados Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina);

- Escritório do Consulado do Japão em Porto Alegre (sem especificação).

Você pode conferir os endereços, contatos e telefones de cada escritório aqui.

Quanto custa o visto japonês para brasileiros?

O custo para tirar o visto japonês para brasileiros é variável e a taxa mínima é de R$ 97,00 (para vistos de apenas uma entrada).

Já para vistos de dupla ou de múltiplas entradas a taxa é de R$ 194,00 para brasileiros. 

Além disso, como já falamos, você pode ter que arcar com custos adicionais de acordo com a sua preferência. Se preferir tirar o seu visto para o Japão no Centro de Visto Japonês (CVJ) vai ter que desembolsar, no mínimo, mais R$ 188,00, como taxa de serviço.

*As taxas são atualizadas frequentemente pelo consulado japonês. Os valores que colocamos aqui são para solicitações de visto para o Japão feitas a partir de abril de 2019. Saiba mais aqui.

Quanto tempo demora para tirar visto japonês?

A análise de solicitações pelos consulados ou pela embaixada costuma levar dois dias úteis e o seu visto para o Japão poderá ser retirado em até cinco dias úteis. Ou seja: o processo todo costuma levar em torno de uma semana.

Vale ressaltar que todas as informações que colocamos neste artigo são para as solicitações do visto de Curta Permanência.

O que precisa para ir para o Japão além do visto?

Como pode imaginar, além do visto, é de extrema importância que você também emita um passaporte brasileiro para conseguir entrar no Japão, caso ainda não tenha.

Se você quiser saber mais sobre como é o processo de emissão de passaporte no Brasil, o passo a passo de como emitir e respostas de questões frequentes para não restarem dúvidas, preparamos outro artigo específico para isso. 

Leia também: Emissão de Passaporte: o guia completo para você tirar o seu

O que acha de contar com um Despachante de Visto Profissional e Especializado para cuidar dos principais aspectos burocráticos da sua viagem para o Japão (visto japonês + passaporte)?

Por mais bem informado que um viajante seja, ainda podem restar dúvidas pontuais sobre os processos de emissão de vistos e passaportes para uma viagem internacional, que não são possíveis de serem esclarecidas com um simples texto. 

Principalmente pela variedade de opções e tipos de documentos que você pode tirar para viajar, de acordo com o seu caso.

E você, ainda ficou com alguma dúvida?

Saiba que a VISAMUNDO está disponível e disposta para esclarecer as suas dúvidas, oferecer uma assessoria personalizada para o seu caso e te ajudar a conseguir realizar a tão sonhada viagem para o Japão de forma tranquila, sem problemas e com menos riscos de que o seu visto seja negado.

Somos uma despachante de vistos consulares do Japão, com mais de 19 anos de experiência na área, acumulando alta taxa de aprovação entre os viajantes que confiaram a sua viagem internacional no nosso trabalho. Confira depoimentos dos nossos clientes aqui.

Preencha o formulário ao lado para que a nossa equipe possa entrar em contato e agilizar o seu processo de emissão do Visto Japonês o mais rápido possível!